Grito Número Cento e Setenta e Três:

quinta-feira, 14 de junho de 2012

DAS DORES, DAS FUGAS




Fingi ter o coração pequeno
Para a que a dor fosse minúscula
Como se fosse só uma gota, uma gota só de veneno
Mas a dor é astuta, sempre é proporcional
Naquele dia sofri dela, tão bruta, com meu coração pequeno
A dor mais colossal.

2 comentários:

brunabarievillo disse...

Poucas palavras. O suficiente. Intenso demais.

Marina Sena. disse...

a dor é sempre maior.

bjo, bjo, bjo...