Grito Número Cento e Quarenta e Seis:

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

LACÔNICO

lacônico | adj.
(latim Laconicus, -a, -um, da Lacônia)
Breve, conciso; em poucas palavras.

Fiz uma poesia com mais de uma centena de versos duodecassílabos, rimas ricas e chave de ouro no final.
Com nanquim e pena passei para um papel fino e imponente, do preço por folha prefiro nem tecer comentários.
Quando lhe entreguei, recebi um tépido "que lindo".
Outro dia, depois de uma discussão filosófica no bar, entre bebidas e petiscos, brigamos feio.
Entreguei a ela um guardanapo de papel amassado, escrito à esferográfica (daquelas que ficam perdidas nas bolsas e bolsos):

"É amor, e ponto."

Ela me sorriu um sorriso desconcertado, inocente e lindamente incandescente (e ganhei o que queria com pedaço de guardanapo amassado).

5 comentários:

Mariana Bisonti disse...

Pois é..O que vale são as palavras. :)

Andressa disse...

A verdade é que precisamos que nos digam as coisas diretamente. Puro medo da interpretação falha? Talvez. O complicado pode ser amedrontador e muitas vezes não entendido por pura falta de análise. Precisamos de poucas palavras para então termos certeza que é amor. E ponto. Curto, grosso, e encantador. Simplificamos o processo, - sem torná-lo simplório - e conseguimos então mil sorrisos incandescentes.

Patrícia Lemmon disse...

Que lindo. Acho que o momento, tão espontâneo é que deu um valor maior ao guardanapo.
E é assim na vida, ás vezes encontramos uma pessoa tão perfeita, cheia de conteúdo, que quase não entendemos oq ela fala... e aparece alguém simples, que em uma frase nos conquista...

gui disse...

é. a beleza do enfeitado nunca bate a sinceridade do simples.

Monique Burigo Marin disse...

Da próxima vez, troque o papel caro por um pacote de guardanapos. ;)

"Pede pro garçom dois sucos de morango e escreve no guardanapo algo bem clichê que dê a impressão de que nos apaixonamos ontem". (http://jujubaseelefantesmurchos.blogspot.com/2009/06/imaginario.html)